7 de fevereiro de 2010

uma visão feminista?

Quando eu li As Brumas de Avalon eu suspirei feliz da vida. Finalmente um livro onde as mulheres não são meras coadjuvantes que servem o cafezinho enquanto os "Grandes Sábios" decidem o destino da humanidade!

Um romance escrito por uma mulher ( Marion Zimmer Bradley) conta a história da vida do Rei Arthur do ponto de vista das mulheres, primeiro com a narração de Viviane, que antes mesmo de nascer Arthur, já era a mulher mais respeitada da Bretânia, era a sacerdotisa de Avalon. Depois a narrativa passa a ser de Morgana que neste romance é a meia-irmã de Arthur, ambos são filhos de Igraine.

O romance é dividido em 4 volumes e podes crer que é uma leitura deliciosa permeada de fantasia...Arthur e a própria Morgana chegam a penetrar no "País das Fadas" onde o tempo desenrrola-se diferente do nosso mundo.

Não tenho a pretenção de esmiuçar todos os detalhes do livro, mas posso garantir que é leitura obrigatória pra quem curte magia e não aceita que as mulheres sejam Sempre coadjuvantes.

Um comentário:

  1. Minha esposa tem todos os livros da serie (alguns patrocinados por mim, heheh).
    comecei com A Queda de Atlentida e estou mei encalhado por falta de tempo no Ancestrais de Avalon.
    Confesso que me surpreendeu, pois achei q seria um livro "Girl Power"/Feminista, mas as mulheres sofrem pra caramba! o negocio é q elas tem garra pra seguir em frente. Se vc gostou das brumas, te aconselho a ler o começo de tudo, das linhas reencarnatorias: A Queda de Atlantida. Um pouco sombrio mas muito legal. abraço

    ResponderExcluir

A CULPADA

Minha foto

Sou Ellayne Medeiros da Silva, Engenheira Eletricista formada na Universidade Federal de Campina Grande, especialista em planejamento pela Universidade Federal do Amazonas

Postagens Populares